Aromaterapia: óleos essenciais para benefício do corpo e mente

Aromaterapia: óleos essenciais para benefício do corpo e mente

Utilizados para aliviar sintomas de ansiedade, insônia, depressão ou até mesmo males como asma ou resfriado, os óleos essenciais fazem parte de uma técnica natural – ou terapia complementar - que utiliza o aroma e suas partículas liberadas para estimular o cérebro.

 

Os óleos são extraídos de partes das plantas, como o caule, flores, folhas ou até raízes, sendo utilizados na pele, inalados ou diluídos na água para ser usado no banho.

 

A aromaterapia foi citada pela primeira vez em 1937, em um livro do químico francês René-Maurice Gattefossé. Atualmente, ela é indicada como uma forma de tratamento complementar à medicina tradicional, ou seja, deve ter acompanhamento de profissionais especializados nessa técnica.

 

Entretanto, há indícios que povos antigos já conheciam e se beneficiavam do poder dos óleos essenciais e da aromaterapia, a exemplo da antiga literatura védica da Índia e os textos históricos da medicina chinesa, que documentam sua importância para o corpo e mente.

 

Conforme as formas de utilização dos óleos essenciais, a inalação é a forma mais utilizada e eficaz para se chegar aos efeitos e benefícios para o organismo. De acordo com especialistas, as inalações devem ocorrer de forma gradual, aumentando com o passar do tempo.

 

Também é possível usar os óleos através de umidificadores de ar, que podem liberar o aroma por todo o cômodo, além da evaporação, aplicando gotas em bolas de algodão, compressas ou num pano limpo, permitindo que o óleo vá evaporando e liberando o aroma. Outra alternativa de utilização dos óleos é a vaporização, que auxilia com relação a problemas respiratórios ou resfriados, ou sprays que podem ser borrifados no ambiente.

 

Você sabe quais são as plantas que podem ser extraídos óleos essenciais? Veja algumas delas e seus benefícios para o organismo:

 

Alecrim

 

Serve para reduzir o cansaço mental, falta de memória, dificuldade de concentração, dor de cabeça, enxaqueca, dores musculares e dores articulares.

 

Lavanda

 

Reduz o estresse, dor de cabeça, resfriados, insônia e problemas respiratórios.

 

Canela

 

Atua no combate ao cansaço físico ou mental, tonturas, irritabilidade, dor de cabeça, falta de concentração, cólicas menstruais e dificuldade em relaxar.

 

Camomila

 

Ajuda em casos de excesso de estresse, tensão muscular, depressão e inflamação do sistema urinário.

 

Eucalipto

 

Seu aroma forte e característico ajuda a combater problemas respiratórios, dor de cabeça, enxaqueca, febre e tensão muscular.

 

Limão 

 

Falta de concentração, ansiedade, falta de energia, sistema imunológico enfraquecido, dor de cabeça, má digestão e febre.

 

Ilangue-ilangue 

 

Ansiedade, excesso de estresse, dor de cabeça, náuseas, pressão alta, problemas intestinais ou redução no crescimento de pêlos.

 

Outra forma de utilizar óleos essenciais é através de massagens, aplicando assim a terapia direto na pele, possibilitando o auxílio no tratamento de dores musculares, infecções, problemas de pele ou dores articulares. De acordo com especialistas, a dica é fazer uma mistura de óleos, incluindo o aroma escolhido com óleo vegetal, que pode ser de óleo de arroz, de sésamo ou coco, a depender da indicação profissional.

 

Usar durante o banho também é uma boa pedida, já permite a inalação do vapor da água junto com o aroma escolhido. Nesse caso, a dica é colocar água morna em um recipiente e adicionar gotas do óleo essencial.

 

Uma boa notícia também é que os óleos essenciais podem até ajudar quem quer perder uns quilinhos, já que o aroma de determinadas plantas pode estimular o cérebro e melhorar a disposição mental e psicológica, facilitando para o corpo se manter em uma dieta, além de tirar o apetite.

 

Descubra o que seu corpo precisa neste momento e aposte nos aromas dos óleos essenciais para equilibrar sua mente e corpo. Mas lembre-se: especialistas recomendam que deve-se misturar 1, 3 ou 5 óleos essenciais apenas, para garantir que não surge alteração da composição e reduza os benefícios.

 

Este artigo foi útil para você? Seu feedback é muito importante para nós. Deixe seu comentário, curta, compartilhe e assine a nossa newsletter!

Cadastre-se

Se cadastre para receber os últimos artigos e notícias sobre saúde, nutrição, emagrecimento, combate ao envelhecimento e muito mais!

dr douglas gomes 2

Dr. Douglas dos Santos Gomes

CRM-PA 3395 | CRM-TO 1432 | CRM-MA 2256